Home  > Notícias  > Vivace Process Instruments faz testes de interoperabilidade no Centro de Competência Profibus

Newsletter


Cadastre seu e-mail aqui para receber as últimas novidades sobre os produtos e oportunidades Vivace.

Enviar

Vivace Process Instruments faz testes de interoperabilidade no Centro de Competência Profibus

 
 
Neste dia 02 de maio, a equipe técnica da Vivace Process Instruments realizou testes de interoperabilidade de seus produtos com os diversos kits Profibus do Centro de Competência Profibus América Latina localizado na USP-São Carlos.

Os testes foram feitos para garantir a interoperabilidade com os diversos fabricantes de produtos Profibus-PA e Profibus-DP. Os testes foram feitos com os seguintes produtos:

- VCI10-UP: Interface USB Profibus-PA.
- VCI10-BP: Interface Bluetooth Profibus-PA.

Estas interfaces permitem a configuração e parametrização de produtos Profibus-PA com ferramentas baseadas em FDT/DTM ou em plataforma Android. Podem trabalhar em modo local, quando tem a capacidade de alimentar o equipamento Profibus-PA (desconectado da rede Profibus) ou em rede, onde tem a funcionalidade de um mestre Profibus Classe 2. Veja detalhes em: Interfaces
 
- VRP10-O: Repetidor Ótico Profibus-PA.

O VRP10-O foi projetado para ser utilizado em redes Profibus-PA, permitindo que interfaces elétricas Profibus-PA (H1, 31.25kbits/s) sejam convertidas em interfaces óticas Profibus-PA e vice-versa. Isto possibilita comunicação half-duplex em distâncias de até 4 km, com o grande benefício da imunidade EMI. Possui a característica de repetidor Profibus-PA e suporta 31.25kbits/s. Como a fibra ótica é imune a EMI/RFI e loops de aterramento, o VRP10-O garante uma alta integridade dos sinais e disponibilidade da rede Profibus-PA.

Tirando proveito das vantagens da tecnologia de transmissão ótica, o VRP10-O pode ser integrado em redes PROFIBUS já existentes, aumentando a tolerância a falhas da rede. Veja detalhes em: VRP10-O
 
César Cassiolato, Presidente da Vivace, comenta:  “A Vivace fornece produtos com alto padrão de qualidade e estes testes nos ajudam a validar a interoperabilidade e funcionalidades de nossos produtos em protocolo Profibus e quem ganha é o mercado que tem à disposição produtos confiáveis”.